Páginas

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Quem tem medo da bipolaridade?

Quanta capacidade tem uma pessoa de suportar o próprio sofrimento?
Não sendo louco percebe todas as mudanças.
Tem a força do tempo.

O mundo parece um enorme sol, que não maltrata, mas aquece, ilumina;em outro momento a poeira varre todos os sonhos e a pessoa é jogada para longe de si mesma, e não sente necessidade de resgate.

Um pêndulo,uma incerteza, uma insatisfação, um desejo imediato de morte.
Ser tudo em um único momento. O caminho para o surto.

É o carro das emoções absolutamente desgovernadas.Sem freio de mão, sem possibilidade de amparo.

É o desejo de conter e ser contida. É o querer continuar e o querer desistir.

É não saber qual o tempo que estará vivendo, se sobreviverá a tempestade, se sobreviverá ao deserto.

Que dor enorme será esta de alguém não conseguir controlar as próprias emoções?

Que doença é esta que desafia médicos, que inferniza a vida das pessoas, que envolve tantas incompreensões e tantos equívocos?

Que doença é esta que não desperta piedade, que não desperta ternura, que não desperta compaixão?

Que doença é esta tão dificil de ser diagnosticada? E porque não há respeito aos portadores dela?

Porque todos falam em teatralização? Porque todos falam que a pessoa mente ?

Onde está o Deus que socorre?

Acolhe esta pessoa em teu coração com o sentimento maior:amor.

E que esta generosidade e este amor chegue a todos os bipolares.

E que neste exato momento haja paz.



Vera Mattos

4 comentários:

  1. O transtorno bipolar caracteriza-se pela ocorrência de episódios de mania. Os episódios maníacos, muitas vezes, incluem irritabilidade, agressividade e incapacidade de controlar os impulsos. Em casos mais graves, o paciente pode apresentar delírios e alucinações. O tratamento pode ser realizado por meio de sais de lítio, anticonvulsivantes, neurolépticos, outros agentes bloqueadores e pela eletroconvulsoterapia.

    ResponderExcluir
  2. meu marido fez a eletroconvulsoterapia e foi eficaz para a depressão maior só que ele acordou muito rapido para a realidade e ainda não a aceitou, mas foi otimo

    ResponderExcluir
  3. Oi amiga, eu escrevi agora pouco um texto sobre "medo do diagnóstico bipolar", acho que pode ser interessante para seus leitores: http://www.bipolarbrasil.net/2012/12/o-medo-do-diagnostico-bipolar.html

    ResponderExcluir
  4. Em 2015 o Bipolar Brasil está em novo endereço: Novo Bipolar Brasil 2015 Vamos juntos!

    ResponderExcluir

Participe.Deixe sua mensagem.Faça perguntas.