Páginas

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Temperamento forte e bipolaridade.

"... E que fique muito mal explicado.
Não faço força para ser entendido.
Quem faz sentido é soldado..."

(Mário Quintana)
26 Janeiro 2010
Temperamento forte e bipolaridade
Postado por Mente Hiperativa

Acabei de ler o livro do Diogo Lara, ‘Temperamento forte e bipolaridade’ e posso dizer que a sua leitura simples me ajudou a aprofundar meus conhecimentos sobre o assunto. Antes eu achava que o indivíduo que tem o tal transtorno ou está em depressão grave ou está completamente eufórico, não é bem assim, pelo menos não é sempre assim, existem diversas nuances entre esses dois estados. Além disso em alguns momentos o humor pode estar turbulento e indefinido.

Antes eu achava que o assunto era complexo, agora eu tenho certeza, ainda há muito o que ler pra eu saber um pouquinho de bipolaridade que seja. Resolvi transcrever os trechos que achei legal para tentar tirar da cabeça das pessoas a ideia simplista que eu compartilhava anteriormente.

“Ficar assistindo a uma aula de um assunto que não interessa, sem utilidade aparente e imediata e em um formato quadrado definitivamente um drama para o bipolar leve. Outro é estudar para uma prova em vez de brincar ou aprender coisas mais dinâmicas e interessantes.”

“Outra característica dos bipolares é a rapidez com que os planos são mudados. Alguns inventam histórias e mentiras para justificar suas rápidas mudanças de vontade e encobrir atos impulsivos. As mentiras não são necessariamente devidas a um mau-caráter, servem apenas para reduzir o impacto das atitudes impensadas.”

“A chegada de um bipolar a uma festa é tudo menos tímida e sorrateira: sobram beijos e abraços, a roupa pode incluir cores exuberantes ou ser à moda de 20 anos atrás. As pessoas que não expressam essas características naturalmente bebem e ficam com o humor mais positivo, com o sorriso largo e afeto solto.”

“Muitas pessoas com perfil bipolar têm baixa tolerância à frustração e usam predominantemente os mecanismos de defesa menos maduros ao lidarem com um problema, como negá-lo, ou ainda jogar a culpa em um terceiro indivíduo. Em compensação são bem dotados de um arsenal de ataque composto de ousadia, criatividade, entusiasmo e energia, sedução e carisma, vocação para a conquista, pensamento rápido e versátil, liderança, inovação, capacidade de motivação e auto-motivação, muito associadas a um alto grau de otimismo, esperança e auto-confiança.”


Algumas outras características comuns em quem apresenta transtorno de humor:

Impulsividade;
Afetividade intensa;
Dotado de grande carisma e
versatilidade;
Grande capacidade de envolver e seduzir;
Quebra de regras
desnecessárias e inconsequentes;
Descompasso com os outros indivíduos,
atrito ou isolamento físico;
Promiscuidade sexual;
Brinca de forma
pesada e ofensiva;
Ansiedade e impaciência;
Autoritarismo;
Abuso
excessivo de álcool;
Desconcentração em tarefas rotineiras e simples;
Necessidade em ser notado, em ser o centro das atenções.


Gostaria de acrescentar que não existem regras bastante claras, não é porque alguém apresenta muitas dessas características acima mencionadas que ela pode ser rotulada como bipolar; da mesma forma para ser bipolar não é necessário preencher todos os requisitos.

Cada caso é um caso, e exige um acompanhamento profissional. Às vezes não se trata de um transtorno de humor, simplesmente a personalidade do indivíduo é intensa e cíclica e isso não lhe causa qualquer problema ou sofrimento, assim como também não perturba as pessoas próximas a ele.

Além do mais as pessoas de temperamento forte e/ou transtorno bipolar têm diversas características positivas que auxiliam bastante na ascensão profissional, sobretudo na área do empreendedorismo. Portanto quanto mais cedo a pessoa buscar ajuda, melhor para o tratamento e a lapidação de comportamento e atitudes.


Fonte:Mente Hiperativa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe.Deixe sua mensagem.Faça perguntas.