Páginas

sábado, 6 de fevereiro de 2010

Aquário

Olho para o aquário e penso em meus pacientes bipolares. 
É uma estranha sensação a de estar entre quatro paredes mesmo que de vidro.
De nadar para um lado e para outro. 
Enfrentar falsos obstáculos. 
Ficar feliz sendo prisioneiro. 
Demonstrar uma felicidade que não tem. 

Os peixinhos no aquário. 
Dizem que olhar para eles acalma a mente.
E eu pergunto se alguém pensa nos peixes. 

Os bipolares tem  sentimentos confusos e desproporcionais. Tudo neles assume uma intensidade. Tudo se transforma em algo maior.
Muita alegria ou muita tristeza. 
Muito riso e muita lágrima.
Céu e inferno. Terra e água. 
Descontrole como se dentro de cada um houvesse manipulação selvagem.
E no entanto são extremamente frágeis.
E volto ao aquário. 
Aos peixes coloridos. 
Ao vai e volta. 
Estão dentro da caixinha de vidro das emoções.


Vera Mattos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe.Deixe sua mensagem.Faça perguntas.